maio 21, 2011

Vela

Turvar-te o olhar
como se o coração
perde-se o lugar
e a tranquiliadade
que ainda consegues,
ficasse arrepiada para sempre.

Sem comentários: